CDS “supera objectivos eleitorais”, mas não cala oposição interna

Francisco Rodrigues dos Santos pode cantar vitória na noite eleitoral, em grande parte “à boleia” do PSD e de coligações nos grandes municípios. Mas Pedro Mota Soares diz que o CDS não afirmou a sua marca.

Foto
Rodrigues dos Santos mostrou-se satisfeito na noite eleitoral RODRIGO ANTUNES/LUSA

Francisco Rodrigues dos Santos pode cantar vitória nesta noite eleitoral: manteve as seis presidências de câmara, aumentou o número de eleitos e fez uma aposta vencedora em coligações como em Coimbra, Funchal, Porto e Lisboa. “O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas eleições”, afirmou o presidente do partido já depois da meia-noite, altura em que já vislumbrava o início de “um novo ciclo político” no país.