“Eu agora vou dizer uma coisa politicamente incorrecta”

Em Portugal, já se sabe, é “politicamente correcto”, para a maioria dos políticos, fugir daquela expressão básica que é o “peço desculpa”.

Eurico Brilhante Dias não é, nunca foi, nenhum grunho. É uma pessoa bem educada. Aliás, para a média nacional, pelo menos a partir do que se vê pelo espaço público, bastante bem educada. O que leva um governante empenhado a passar-se da cabeça daquela forma e vir dizer que a Covid foi uma coisa boa para Portugal? Tirando o facto de que todos os humanos têm uma às vezes inacreditável propensão para o disparate, uns mais do que outros, é um mistério.