China quer reforçar laços com França depois de controvérsia com os EUA

Crise diplomática entre Paris e Washington por causa do pacto de segurança do Indo-Pacífico abre espaço para Pequim. Fabricante francês de submarinos vai pedir compensação à Austrália pela quebra do contrato.

Foto
Emmanuel Macron considerou a criação do pacto de segurança no Indo-Pacífico uma traição GONZALO FUENTES / Reuters

A China quer aproveitar a polémica em torno do novo pacto de segurança do Indo-Pacífico para reforçar a cooperação diplomática com França.