Muito se faz com Fernão Pires

Brancos leves ou estruturados. Com ou sem barrica. Em versão orange ou colheita tardia. Licorosos ou aguardentes. A casta Fernão Pires dá para quase tudo. É por isso que há mais vinhos varietais e a preços interessantes. Agora, só falta um empurrão dos consumidores.

Foto
Gonçalo Villaverde

Em Dezembro de 2020, a Comissão Vitivinícola Regional dos Vinhos do Tejo (CVRT) organizou uma prova cega de vinhos brancos com baixo teor alcoólico de diferentes países (Austrália, Nova Zelândia, Alemanha e Portugal). Enólogos, produtores e comerciais elegeram os melhores vinhos em prova e indicaram o valor que pagariam por cada vinho. Em 20 vinhos, o Cacho Fresco, da Adega Cooperativa de Almeirim, ficou em 6.º lugar, com um preço de venda ao público indicado de €3,22.

Sugerir correcção
Comentar