Certificado covid deixa de ser obrigatório na restauração a partir de 1 de Outubro

Apresentação de prova de vacinação ou teste negativo continua a ser necessário nas fronteiras e também nas discotecas e bares.

Foto
O primeiro-ministro, António Costa, preside ao Conselho de Ministros que esta quinta-feira aprovará as regras de desconfinamento LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

O certificado electrónico covid-19 vai deixar de ser obrigatório para se ter acesso ao interior de estabelecimentos de restauração às sextas-feiras ao jantar e aos fins-de-semana, na nova fase de desconfinamento que deverá entrar em vigor a 1 de Outubro, soube o PÚBLICO.