O despedimento entre a compensação e a aceitação: uma iniquidade que persiste

Se o trabalhador receber a compensação, isso significa, segundo a lei, que aceita o despedimento. E não poderá, mais tarde, contestá-lo em tribunal.

É comum escrever sobre as novidades em matéria de legislação do trabalho, discutir as alterações introduzidas, as mudanças em curso, as inovações mais ou menos felizes. Por vezes, porém, importa atentar no velho, naquilo que não muda nem morre, naquilo que permanece nessa legislação. Sobretudo quando o que resiste e permanece é mau, é injusto, é iníquo, quando há quem tente pôr-lhe cobro e quando há quem persista na malfeitoria.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.