Ricardo Melo Gouveia venceu pro-am do Open de Portugal

Vice-líder no ranking do Challenge Tour confiante e ambicioso para Royal Óbidos

Foto
O quarteto vencedor do pro-am, com Konstantin Ranchinskiy, Ricardo Melo Gouveia, Margarita Kislitskyna e Andrey Dementyev © Ramiro de Jesus

Ricardo Melo Gouveia declarou ao Challenge Tour que quer ganhar de novo esta semana e que procura dois objetivos no 59.º Open de Portugal at Royal Óbidos que hoje arrancou: subir automaticamente ao European Tour e ascender à primeira posição do ranking. 

“O meu objetivo principal é arrebatar um terceiro título este ano porque isso iria, obviamente, colocar-me numa melhor Categoria (do European Tour) no próximo ano. Mas se isso não acontecer, pelo menos seria ótimo ascender de novo ao n.º1 do ranking”, disse Ricardo Melo Gouveia ao responsável do Gabinete de Imprensa do Challenge Tour. 

E que melhor demonstração da enorme confiança que sente depois de duas vitórias de rajada em Itália e na Dinamarca do que vencer ontem o Pro-Am? Entre 22 equipas de amadores e profissionais, a melhor foi a formação n.º2 do Royal Óbidos Spa & Golf Resort, com 104 pontos, constituída por Ricardo Melo Gouveia, Margarita Kislitsyna, Konstantin Ranchinskiy e Andrey Dementyev. 

Mas o único português a ter integrado o top-100 do ranking mundial conseguiria ainda um terceiro feito em simultâneo, caso vencesse no Domingo o evento de 200 mil euros em prémios monetários. Para além de ser promovido à primeira divisão europeia e de subir ao posto de n.º1 da Corrida para Maiorca, o ranking da segunda divisão, faria ainda história ao tornar-se no primeiro português a ganhar o Open de Portugal. O recorde pertence ainda a Filipe Lima, que sagrou-se vice-campeão em 2018, no Morgado Golf Course. 

“É um sonho que tenho desde que comecei a jogar – ganhar em Portugal. Costumo alimentar-me da energia do público e é ótimo estar aqui, sobretudo porque tenho estado a jogar bem nos últimos meses”, acrescentou o profissional da Quinta do Lago, de 30 anos, que em 2015 tornou-se no único português a encerrar uma época como n.º1 do Challenge Tour, feito que pode agora repetir. 

Ricardo Melo Gouveia é um de 15 portugueses inscritos no 59.º Open de Portugal at Royal Óbidos, a segunda maior participação nacional de sempre. O único torneio português inserido em 2021 no European Challenge Tour pode receber até 500 espectadores por dia, de acordo com as normas decretadas pela Direção Geral de Saúde em tempo de pandemia e oferece uma bela lista de inscritos, com 13 dos 20 campeões de torneios do Challenge Tour de 2021; 3 antigos campeões do Open de Portugal; 5 dos 10 primeiros classificados da Corrida para Maiorca; e 5 dos jogadores que no ano passado mostraram ter-se adaptado bem ao traçado do campo, concluindo a prova no top-10. 

A prova da Federação Portuguesa de Golfe às 8h00, com 123 participantes, e termina no domingo.

Veja mais em www.golftattoo.com