Hakimi salvou o PSG de perder pontos em Metz

O defesa marroquino marcou os dois golos do triunfo dos parisienses por 1-2 sobre o Metz. Nuno Mendes e Danilo Pereira foram titulares num jogo em que um ex-jogador do Sporting B esteve em destaque.

Foto
Hakimi marcou os dois golos do PSG em Metz EPA/YOAN VALAT

Como tantos outros, Kiki Kouyaté entrou e saiu do Sporting e ninguém deu por ele. E quando saiu de Alvalade, tendo como destino o Troyes, de França, foi sem custos de transferência, e os “leões” reservaram uma fatia pequena numa transferência futura. Nesta quarta-feira, o central maliano foi figura central num jogo em que o poderoso PSG quase perdeu pontos na Ligue 1 pela primeira vez. Mas a estrelinha dos parisienses voltou a brilhar e Hakimi garantiu o triunfo por 1-2 com um golo nos últimos segundos do jogo da sétima jornada sobre o Metz.

Lionel Messi não jogou (nem no banco esteve), mas o PSG tinha em campo dois terços do seu trio de ataque de sonho (Neymar e Mbappé), para além do jovem ex-Sporting Nuno Mendes, titular pelo segundo jogo consecutivo, e de Danilo Pereira. E o início foi prometedor para os homens de Pochettino, com um golo madrugador de Achraf Hakimi logo aos 5’.

Só que os parisienses, com todas as “estrelas” que tinham em campo, viram o Metz empatar ainda na primeira parte, aos 39’, num cabeceamento poderoso de Kouyaté após um canto de Gueyé. Os parisienses passaram o resto do jogo a tentar manter o seu início perfeito no campeonato, mas só o conseguiram nos descontos dos descontos.

Depois da expulsão de Dylan Brown, capitão do PSG e do treinador Frederic Antonetti, Hakimi foi o salvador do pleno parisiense com um golo nos últimos segundos que já não deu qualquer margem para o Metz recuperar

Com a sétima vitória em outros tantos jogos, a vantagem do PSG na Ligue 1 não para de crescer. Os parisienses somam agora 21 pontos, mais sete que o Marselha, que empatou nesta ronda (0-0) em casa do Angers.

Foi o primeiro golo da temporada para Kouyaté, que joga em França desde Janeiro de 2019, depois de duas épocas e meia em que nunca passou da equipa secundária dos “leões”. Onze vezes internacional pela selecção do Mali, o central alinhava no marroquino Kawkab de Marraquexe, antes de ser recrutado pelo Sporting em 2016.

Foram duas épocas em que navegou entre os “bês” “leoninos” e os sub-23, saindo a meio da terceira época para o Troyes, onde esteve durante temporada e meia, sempre na Ligue 2. Na época passada, transferiu-se para o Metz por quatro milhões de euros, com o Sporting a encaixar 800 mil com o negócio.