Queria separar-se, foi morta pelo companheiro. Assassinadas três mulheres por mês em 2020

Dados do Observatório das Mulheres Assassinadas contabilizam um total de 35 mulheres assassinadas no ano passado, mais de metade em relações de intimidade. Nos primeiros seis meses de 2021 foram 14 as mulheres mortas, mostram dados provisórios.

Foto
Henry Romero

As idades são variadas, os locais e contextos, também. Mas há motivos que se repetem nos relatos de mulheres mortas no ano passado, compilados pelo Observatório de Mulheres Assassinadas (OMA), da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), a partir de notícias nos media​: em mais de metade dos femicídios — ou seja, assassínios de mulheres com base na violência de género — já havia indícios de violência doméstica e os crimes ocorreram por causa de tentativa de separação.