Suave adeus à privacidade

Somos cada vez mais vigiados e não nos importamos. Dificilmente será de outra forma, mas por isso mesmo não deveríamos deixar de ter cautelas.

Em oito anos, passámos de 38 para mais de 850 câmaras autorizadas a captar imagens no espaço público, a que podemos acrescentar as 10 mil câmaras nas escolas e um número infindável em instalações privadas. E vêm aí as bodycams nas forças de segurança. Somos cada vez mais vigiados e não nos importamos. Dificilmente será de outra forma, mas por isso mesmo não deveríamos deixar de ter cautelas.