Recolher garrafas na rua: cinco horas de trabalho por uns poucos euros

Silvio apanha garrafas em Berlim para complementar o seu trabalho em part-time. A recolha de garrafas nas ruas de grandes cidadaes alemãs é feita, na maioria das vezes, por pessoas com algum rendimento, diz um sociólogo que estuda o fenómeno.

Foto
Centro de reciclagem em Berlim MICHAEL DALDER/Reuters

Uma das faces visíveis da pobreza na Alemanha são os colectores de garrafas. Desde que as garrafas de vidro podem ser entregues em troca de cêntimos de tara, que as garrafas deixadas em parques ou perto de estádios ou noutros locais das cidades começaram a ser recolhidas por pessoas à procura de um rendimento extra.