Ronaldo volta a marcar e Manchester United regressa às vitórias

Vitória por 2-1 no terreno do West Ham em jogo da 5.ª jornada da Premier League, com Bruno Fernandes a fazer a assitência para Ronaldo no primeiro golo dos “red devils”.

Foto
Cristiano Ronaldo fez o empate para o Manchester United (1-1), com assistência de Bruno Fernandes Reuters/DAVID KLEIN

Com a derrota surpreendente diante do Young Boys a contar para o primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Manchester United queria regressar às vitórias este domingo no terreno do West Ham, na quinta jornada da Premier League. E assim foi com uma vitória por 2-1 e com mais um golo 100% português, mas a equipa de Solskjaer não teve tarefa fácil.

Com Cristiano Ronaldo e Bruno Fernandes a titulares, os “red devils” viram o West Ham colocar-se em vantagem à meia hora de jogo. Jarrod Bowen faz a assistência para Benrahma que atirou para os fundos das redes. No entanto, a vantagem não demorou muito tempo com Cristiano Ronaldo a fazer o empate, após um cruzamento de Bruno Fernandes da esquerda. O lance ainda foi revisto pelo VAR por possível fora-de-jogo, mas o golo foi validado. Este foi o terceiro golo de Ronaldo em dois jogos na Premier League.

Já perto do intervalo, o internacional português esteve perto de colocar o Manchester United em vantagem, mas Fabianski fez uma defesa apertada. Na resposta, o West Ham poderia ter também chegado aos 2-1 com um remate de primeira de Nikola Vlasic a sair por cima.

No início do segundo tempo, Cristiano Ronaldo voltou a deixar um novo aviso, mas o guarda-redes Fabianski protagonizou mais uma defesa de grande qualidade. No entanto, o golo da vitória viria a surgir aos 89 minutos com uma belo golo de Lingard.

Aos 90+3 minutos, o West Ham poderia ter empatado o encontro com Luke Shaw a cortar a bola com o braço e o árbitro a marcar grande penalidade. Mas, na conversão, Mark Noble - que havia acabado de sair do banco de suplentes - permitiu a defesa de De Gea. Com esta vitória, a equipa de Solskjaer iguala o Liverpool na liderança da liga inglesa com 13 pontos. O West Ham mantém os mesmos oito pontos.

À mesma hora começou também o encontro entre o Brighton e o Leicester que terminou com uma derrota da equipa de Brendan Rodgers por 2-1.

Aos 35 minutos, o Brighton colocou-se em vantagem por Neal Maupay, de grande penalidade, após mão na bola de Vestergaard.

No segundo tempo, a equipa da casa dilatou a vantagem com um cabeceamento de Danny Welbeck. O Leicester ainda reduziu aos 61 minutos por Jamie Vardy, mas não foi suficiente para evitar a derrota. Os  “foxes” ainda marcaram por duas ocasiões (Lookman aos 67’ e Wilfred Ndidi aos 86'), mas os golos foram anulados por fora-de-jogo.

 Com esta derrota, a segunda derrota consecutiva, o Leicester mantém os mesmos seis pontos no 12.º lugar. O Brighton tem agora 12 pontos e sobe, à condição, ao terceiro lugar da Premier League.