Razões para regular a canábis em Portugal

Em carta aberta à Assembleia da República, um conjunto de cidadãs e cidadãos de diversas áreas e perspetivas vem propor cinco princípios para a discussão sobre a regulação responsável da canábis.

Vinte anos após a aprovação da política de descriminalização do consumo, redução de riscos e danos, tratamentos e prevenção, reconhecida internacionalmente – e quase unanimemente a nível interno – como um grande sucesso e exemplo, Portugal vive um novo momento que deve servir para clarificar e melhorar a eficácia das políticas públicas de drogas, na defesa da saúde pública e individual, do Estado de Direito e do combate ao narcotráfico.

Sugerir correcção
Ler 45 comentários