Lisboa e Vale do Tejo já perdeu 154 médicos de família só este ano

Presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo estima que nos próximos dois anos é esperado que se reformem cerca de 100 clínicos em cada ano.

Foto
Rui Gaudencio

Entre Janeiro e o início de Agosto deste ano a região de Lisboa e Vale do Tejo perdeu 154 médicos de família, revelou esta quarta-feira o presidente daquela Administração Regional de Saúde (ARS). Luís Pisco disse ainda aos deputados, numa audição pedida pelo BE por causa da falta de médicos de família, que nos próximos dois anos é esperado que se reformem cerca de 100 clínicos em cada ano. A melhoria dos centros de saúde e a constituição de novas unidades de saúde familiares são duas das medidas que o responsável da ARS espera que ajudem a fixar mais médicos na região.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários