Chuva forte provoca queda de árvores e inundações em Braga

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro, não há a registar feridos ou danos “de maior”. Portugal Continental está, desde a madrugada desta segunda-feira, sob aviso amarelo do IPMA, para trovoada, prevendo-se “muita instabilidade” até quinta-feira.

mau-tempo,cheias,proteccao-civil,local,porto,meteorologia,
Fotogaleria
Fernando Araújo / Página Meteo Trás os Montes
mau-tempo,cheias,proteccao-civil,local,porto,meteorologia,
Fotogaleria
Inundações em Braga, na zona do Braga Parque Fernando Araújo / Página Meteo Trás os Montes
mau-tempo,cheias,proteccao-civil,local,porto,meteorologia,
Fotogaleria
Fernando Araújo / Página Meteo Trás os Montes

A “forte” chuva que caiu na cidade de Braga a meio da tarde desta segunda-feira provocou cerca de uma dezena e meia de ocorrências, entre inundações e queda de árvores, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro. Segundo a fonte, não há a registar feridos ou danos “de maior”. “Tudo ocorrências normais, sem gravidade”, acrescentou.

Foram registadas pelo menos cinco quedas de árvores e várias inundações, quer em túneis, provocando alguns constrangimentos na circulação automóvel, quer em habitações.

Portugal Continental está, desde a madrugada de segunda-feira, sob aviso amarelo do IPMA, para trovoada, prevendo-se “muita instabilidade” até quinta-feira, com “precipitações localmente fortes”, particularmente em Leiria, Lisboa e Setúbal.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), “são expectáveis precipitações localmente fortes, com impactos significativos, em particular em meios urbanos, onde há risco de cheias rápidas, e na circulação rodoviária”.

“Há ainda condições para a ocorrência de trovoadas frequentes e fenómenos extremos de vento muito localizados”, refere, apontando que o cenário “deverá ser mais severo nos dias 14 [terça-feira] e 15 [quarta-feira]”.

Esta situação ocorre “devido à aproximação de uma depressão a Portugal continental com expressão em altitude, à qual estão associadas massas de ar tropicais, instáveis e com elevados conteúdos em vapor de água”.

O aviso do IPMA alerta para que, “em situações de instabilidade”, exista “incerteza na distribuição espacial e temporal da precipitação, pelo que se recomenda o acompanhamento da previsão e avisos meteorológicos para os próximos dias”. Adicionalmente, prevê-se uma descida da temperatura máxima na segunda e na terça-feira.