No Palácio Fronteira, em Lisboa, há Passeios no Jardim Iluminado

Até 8 de Outubro, os jardins do palácio lisboeta abrem os portões ao cair da noite, para uma série de visitas iluminadas que convidam a “gozar a calma deste lugar privilegiado”.

lazer,historia,fugas,patrimonio,verao,lisboa,
Fotogaleria
Jardins do Palácio Fronteira Jorge Maio
lazer,historia,fugas,patrimonio,verao,lisboa,
Fotogaleria
Palácio Fronteira Daniel Rocha
Palácio Fronteira
Fotogaleria
Palácio Fronteira Daniel Rocha
lazer,historia,fugas,patrimonio,verao,lisboa,
Fotogaleria
Palácio Fronteira Daniel Rocha
lazer,historia,fugas,patrimonio,verao,lisboa,
Fotogaleria
Palácio Fronteira Daniel Rocha
passeios,palacio-marqueses-fronteira,espacos-verdes,fugas,patrimonio,lisboa,
Fotogaleria
Palácio Fronteira Daniel Rocha
passeios,palacio-marqueses-fronteira,espacos-verdes,fugas,patrimonio,lisboa,
Fotogaleria
Palácio Fronteira Daniel Rocha
Palácio Fronteira
Fotogaleria
Palácio Fronteira Daniel Rocha

A iniciativa não é nova: nasceu no Verão de 2019 para enfeitar a despedida da estação, aproveitando as noites quentes e a iluminação especial dos jardins, e voltou a marcar a agenda no ano seguinte.

Em 2021, a Fundação das Casas de Fronteira e Alorna – entidade que gere o conjunto patrimonial do Palácio Fronteira e das casas nobiliárquicas a ele ligadas – renova o convite aos visitantes para deambular “por entre as estátuas e fontes iluminadas”, descobrir a história e os segredos do lugar e passar revista aos azulejos e às construções barrocas ali presentes. Tudo num passeio nocturno e ao ar livre, para “gozar a calma deste lugar privilegiado” com as luzes a guiar os passos e, asseguram, o distanciamento de segurança que se impõe (a par do uso de máscara, que é obrigatório).

Como complemento à experiência, são disponibilizados audioguias, em português, francês e inglês, que dão história e ambiente sonoro ao que os olhos vêem. Estão também disponíveis videoguias em língua gestual portuguesa. 

Com início a 7 de Setembro, os Passeios no Jardim Iluminado decorrem neste mês, nos dias 9, 10, 14, 16, 17, 21, 24 e 30. Em Outubro, há encontro marcado nos dias 4 e 8. Sempre à mesma hora, das 20h30 às 22h30, e com bilhetes a 7€ (mais 3€ com áudio e videoguias). 

Além destes, a fundação mantém, até ao início de Outubro, Um Jardim ao Fim do Dia, o ciclo de passeios temáticos orientados pela historiadora de arte Ana Paula Rebelo Correia, especialista em iconografia, que dá a conhecer “azulejos, esculturas, mitologia e alegorias” num “pequeno périplo entre o século XVII e o século XXI”. Com inscrição prévia obrigatória, as visitas começam às 20h15 e têm o custo de 16€. 

Mais informações e reservas através dos contactos fcfa-cultura@fronteira-alorna.pt e 217 782 023.