O capitalismo também “mutou”

O Estado tornou-se um ator económico muito mais poderoso do que era antes da pandemia, para grande deceção, mas sossego, dos “pensadores” do livre mercado.

Foto
John Maynard Keynes

Nos últimos 18 meses, o mundo ficou surpreendido com o quão desestruturante um inimigo como a covid-19 provou ser. O vírus sofre mutações regularmente. A ciência e as vacinas vão ter que o acompanhar porque está continuamente a mudar para sobreviver.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários