Como falar com os mais novos sobre o 11 de Setembro — e por que se deve fazê-lo

Os ataques às Torres Gémeas podem ser o mote para conversar com as crianças sobre medo, importência e, sobretudo, altruísmo, sugerem os especialistas.

Foto
Ao conversar com as crianças conte-lhes a sua própria versão dos factos, o que estava a fazer quando o segundo avião embateu nas torres Unsplash/Benjamin Manley

Este sábado assinalam-se duas décadas do acontecimento que “mudou o mundo”. Ainda que, para os mais novos, o 11 de Setembro seja parte da história, é natural que, nesta data, ao depararem-se com as notícias que recordam os ataques às Torres Gémeas comecem a fazer perguntas. Perante o interrogatório dos miúdos, explicam os especialistas, os pais devem estar seguros de como abordar o tema, sem procurar assustá-los, mas deixando clara a lição que a humanidade aprendeu nesse dia.

Sugerir correcção
Comentar