“A islamofobia pós-11 de Setembro deu cobertura aos supremacistas brancos”

Professora de Direito nas universidades de Boston, Princeton e Rutgers, e especialista no cruzamento entre as políticas de segurança nacional e os direitos civis das minorias nos EUA, Sahar Aziz falou ao PÚBLICO sobre os atentados do 11 de Setembro na perspectiva das comunidades muçulmanas.

Foto
Sahar Aziz é professora de Direito na Universidade de Boston e na Universidade Rutgers, onde se dedica a estudar os efeitos da medidas de segurança nacional sobre as minorias nos EUA DR

Sahar Aziz, professora de Direito nas universidades de Boston, Princeton e Rutgers, e especialista no cruzamento entre as políticas de segurança nacional e os direitos civis das minorias, falou ao PÚBLICO sobre os atentados do 11 de Setembro na perspectiva das comunidades muçulmanas dos EUA.​ No seu próximo livro, Racial Muslim: When Racism Squashes Religious Freedom, Aziz compara o tratamento dos muçulmanos no pós-11 de Setembro à discriminação de católicos e judeus no início do século XX. E lança a questão sobre se a identidade nacional norte-americana irá, um dia, acomodar os muçulmanos tal como acabou por acomodar católicos e judeus — e transformando os EUA numa terra das três religiões abraâmicas.

Sugerir correcção
Ler 13 comentários