Sexta, na TV: Bacurau, Futre, o som do cinema e retratos do 11 de Setembro

Escolhas para ficar a ver televisão.

Foto
Bacurau passa na RTP2

CINEMA

Nunca É Tarde Demais
Hollywood, 21h30
Jack Nicholson e Morgan Freeman protagonizam esta lição de que nunca é demasiado tarde para aproveitar a vida. O primeiro é um multimilionário; o segundo, um operário. Cruzam-se num quarto de hospital, onde decidem realizar todos os pontos de uma lista de coisas a fazer antes de morrer. O filme é dirigido por Rob Reiner e escrito por Justin Zackham.

Bacurau
RTP2, 23h05
Vencedor do Prémio do Júri em Cannes, o filme realizado por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles transforma o sertão brasileiro numa espécie de faroeste de futuro incerto, onde uma aldeia combate o ataque de um inimigo misterioso. Tudo começa quando morre a matriarca. Uma série de acontecimentos estranhos espantam a população e preparam-na para o combate a uma ameaça invisível. É que Bacurau, a aldeia, desapareceu do mapa... O elenco inclui Sônia Braga, Udo Kier e Bárbara Colen.

9/11
SIC, 1h10
Na manhã de 11 de Setembro de 2001, cinco pessoas seguem juntas num elevador, a caminho de mais um dia de trabalho. Quando um avião atinge a torre, o elevador bloqueia subitamente. Uma operadora explica-lhes o que aconteceu e o que têm de fazer. Num esforço sobre-humano para controlar o pânico e manter a esperança, os cinco lutam para sair dali, antes do colapso do edifício. Com Charlie Sheen, Whoopi Goldberg, Gina Gershon, Wood Harris e Jacqueline Bisset no elenco e com realização de Martin Guigui, um drama baseado na peça de teatro Elevator, de Patrick Carson, baseada em mensagens de voicemail deixadas pelas vítimas. 

DOCUMENTÁRIOS

Generation 9/11
RTP3, 20h
O 11 de Setembro de 2001 é perspectivado pelo olhar de uma geração que nasceu depois da tragédia, mas  foi marcada por ela desde o início da sua vida. É representada por sete jovens adultos que perderam os pais naquele dia. Seis cresceram nos EUA; um, no Iémen. Generation 9/11 é um retrato intimista de como o acontecimento e as suas consequências moldaram estes percursos. Desenha-se em duas partes: a primeira, passa hoje; a segunda, amanhã, à mesma hora.

Viver Depois do 11 de Setembro
Odisseia, 22h
Na mesma linha, o Odisseia estreia um documentário acerca do impacto dos ataques. Realizado por Arthur Cary, que quis encontrar “um ângulo ligeiramente diferente para um tema muito familiar”, interliga duas narrativas a dois tempos: duas horas do dia fatídico e momentos dos 20 anos seguintes. Imagens de arquivo são intercaladas com entrevistas a sobreviventes e familiares de vítimas que, nalguns casos, falam aqui pela primeira vez.

Making Waves: A Arte do Cinematógrafo
TVCine Edition, 22h
O ciclo Celebrar o Cinema prossegue com um documentário sobre o som – da história ao processo criativo, sem esquecer a força emotiva. É conduzido por Midge Costin, veterana editora de som, que colhe comentários dos seus pares mais destacados e também de realizadores que dão particular importância às ondas sonoras: Steven Spielberg, George Lucas, David Lynch, Barbra Streisand e Ang Lee.

Hitsville: O Nascimento da Motown
RTP1, 00h20
Realizado e escrito pelos irmãos Benjamin e Gabe Turner, recorre a entrevistas e imagens inéditas de arquivo para documentar o trajecto da editora, desde que foi fundada por Berry Gordy Jr. em Detroit, em finais dos anos 1950, até à sua relocalização para a cidade de Los Angeles, nos 70. A lendária discográfica ficou conhecida mundialmente por timbrar a mais apelativa música soul produzida nos EUA, embora muito a custo do controlo criativo dos artistas. Marvin Gaye, Smokey Robinson, Stevie Wonder, The Temptations, Diana Ross e Michael Jackson foram alguns dos nomes que passaram pela casa.

TALK-SHOW

Depois, Vai-se a Ver e Nada
RTP1, 22h53
Paulo Futre encontra-se com José Pedro Vasconcelos no Teatro Politeama, em Lisboa, para partilhar marcas da carreira, episódios de bastidores e também “várias histórias que outros jogadores lhe pediram para não contar a ninguém”, anuncia o canal, ao mesmo tempo que “mostra como o seu cão Gaba é um craque da bola maior do que o dono”. A música da noite fica entregue a Gil do Carmo.