BCE reduz ritmo das compras de dívida pública

Banco central dá primeiro passo atrás nos estímulos desde que chegou a pandemia, mas Christine Lagarde garante que o apoio à economia ainda está longe de ser retirado

Foto
EPA/RONALD WITTEK

Cada vez mais optimista em relação à evolução da economia na zona euro, o Banco Central Europeu (BCE) deu esta quinta-feira um primeiro pequeno passo na retirada dos estímulos monetários que lançou para combater os impactos da pandemia, com a redução “moderada” do ritmo de compra de títulos de dívida. Mas Christine Lagarde mantém que, ainda assim, a ajuda do banco central está para durar.