Mais escalões no IRS geram consenso à esquerda e agradam ao PSD

As alterações aos escalões do IRS anunciadas pelo Governo ainda não são conhecidas em detalhe, mas as primeiras reacções mostram que a proposta deverá ser acolhida com uma confortável maioria parlamentar, que poderá incluir a bancada do PSD.

Foto
Rui Rio, líder do PSD, assinalou a disponibilidade do partido aprovar medidas que aliviem os impostos pagos pelas famílias Nuno Ferreira Santos

O anúncio feito pelo primeiro-ministro sobre o “trabalho muito sério” que está a ser feito para concretizar a promessa de desdobramento dos escalões de IRS foi bem recebido pelos parceiros de negociação orçamental (e até pelo PSD). O aumento do número de escalões de IRS era uma das medidas do programa do executivo socialista (e do Programa de Estabilidade), mas a crise trazida pela pandemia “obrigou” o Governo a reajustar e a substituir esse objectivo pela descida da retenção na fonte. Agora, António Costa traz a revisão fiscal para a mesa de negociações orçamentais e acrescenta mais um ponto de possível entendimento ao pacote de prioridades assinaladas pelos parceiros, isto depois de, no último orçamento, o PS ter chumbado as propostas apresentadas pelo PCP e pelo PAN.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários