“Eixo do mal”: o rótulo de Bush que não descolou de Irão, Iraque e Coreia do Norte

No início de 2002, Bush identificou os três países como inimigos dos EUA. Um ano depois invadiu o Iraque. Vinte anos depois, e apesar de algumas aproximações, o estatuto imposto pelos norte-americanos sofreu poucas alterações.

terrorismo,george-w-bush,america,coreia-norte,iraque,irao,
Fotogaleria
Instabilidade iraquiana pós-invasão e pós-Daesh preocupa as autoridades norte-americanas THAIER AL-SUDANI/Reuters
terrorismo,george-w-bush,america,coreia-norte,iraque,irao,
Fotogaleria
Invasão do Iraque fez parte da estratégia dos EUA contra os regimes do "eixo do mal" ADREES LATIF/Reuters

A 29 de Janeiro de 2002 é dia de discurso do Estado da União. A Câmara dos Representante do Congresso dos Estados Unidos, em Washington D.C., está apinhada. O ambiente é tenso. Quatro meses antes, o maior ataque terrorista em território nacional tirava a vida a quase 3 mil pessoas. O país está em guerra, no Afeganistão, em busca de Osama Bin Laden e de outros líderes da Al-Qaeda. 

Sugerir correcção
Ler 3 comentários