Setembro arranca com novo recorde na electricidade e promessas de contenção de preços

Perante a escalada dos preços grossistas, o Governo diz ter “almofadas” para impedir o impacto nas tarifas reguladas de 2022. Os comercializadores em mercado livre queixam-se que com as tarifas da ERSE há um milhão de consumidores que pagam a energia abaixo do preço de custo. A líder do mercado liberalizado, EDP Comercial, acompanha “com atenção” e não fecha porta a aumentos em Janeiro.

Foto
Miguel Manso

Fecha-se a página ao Agosto mais caro de sempre nos mercados grossistas da electricidade e estreia-se um novo recorde histórico em Setembro. O preço médio da electricidade no mercado diário do Mibel para esta quarta-feira, 1 de Setembro, atingiu os 132,47 euros por megawatt hora (MWh), quebrando mais um recorde consecutivo de preços.