Actor porno Ron Jeremy acusado de mais de 30 agressões sexuais

Aos 68 anos, o actor norte-americano foi acusado de crimes que aconteceram ao longo de 23 anos. A polícia continua a investigar.

Foto
Reuters/POOL

O actor porno Ron Jeremy declarou-se inocente de mais de 30 acusações de agressão sexual, incluindo 12 de violação, na área de Los Angeles durante um período de 23 anos.

O gabinete do procurador distrital de Los Angeles disse, nesta quarta-feira, que Jeremy foi indiciado por um grande júri na semana passada pelas acusações, que envolvem 21 mulheres com idades entre os 15 e os 51 anos. Jeremy, de 68 anos, está entre os maiores nomes da indústria de filmes para adultos, desde a década de 1970 que participou em mais de 2000 filmes.

O advogado de Jeremy declarou, através de uma mensagem electrónica, que o actor era “inocente de todas as acusações”. Em Agosto de 2020, Jeremy escreveu no Twitter: “Mal posso esperar para provar a minha inocência no tribunal! Obrigado a todos por todo o apoio.”

O profissional foi preso, pela primeira vez, há mais de um ano sob a acusação de violar três mulheres e permaneceu atrás das grades antes do julgamento. Durante a investigação, que durou alguns meses, mais vítimas apresentaram queixa.

O gabinete do procurador distrital informou que a acusação envolve 21 vítimas e má conduta desde 1996. As contagens incluem 12 acusações de violação, sete de cópula oral forçada, seis de agressão sexual e duas de penetração enquanto a vítima estava a dormir ou inconsciente.

Os supostos crimes ocorreram em vários locais como casas nocturnas e bares na área de Los Angeles, durante uma sessão fotográfica e em casa de Jeremy, acrescentou o gabinete do promotor público. A polícia ainda está a investigar o caso.