O Operafest abre o jardim com uma Butterfly

A segunda edição do festival criado por Catarina Molder abre esta sexta-feira com uma ópera capaz de fazer chorar as pedras da calçada. Fomos falar com a protagonista, o maestro e a encenadora e sentir o frisson dos preparativos para a estreia: vozes, música, acção!

Foto
Catarina Molder, directora artística do Operafest, protagoniza a ópera Madama Butterfly, ao lado do tenor norueguês Mads Wighus NUNO FERREIRA SANTOS

“Faz o que é real. Não podes vir de mais longe?”, pergunta a encenadora à soprano. “Mas assim não vejo o maestro!”, responde a cantora. O maestro insiste: “Tens de me ver, que eu tenho de te dar a entrada.” Olga Roriz, a encenadora, dá indicações a Butterfly, que será encarnada por Catarina Molder. O maestro Jan Wierzba procura acertar as agulhas da música.

Sugerir correcção
Comentar