Vacinação no Queimódromo deverá ficar suspensa até serem conhecidos resultados dos inquéritos

Task force da vacinação pediu à Inspecção-Geral das Actividades em Saúde e PJ para averiguarem o que falhou e que levou a que cerca de 980 pessoas fossem vacinadas sem que problema na cadeia de frio tivesse sido detectado.

Foto
LUSA/ESTELA SILVA

Foi um problema na cadeia de frio que não permitiu assegurar que as vacinas guardadas no frigorífico do centro de vacinação do Queimódromo, no Porto, se tivessem mantido sempre à temperatura recomendada, que levou à suspensão daquele centro esta quinta-feira. A task force da vacinação já pediu à Inspecção-Geral das Actividades em Saúde (IGAS) e à Polícia Judiciária para averiguarem o que falhou e que levou a que cerca de 980 pessoas fossem vacinadas sem que o problema tivesse sido detectado.

Sugerir correcção
Comentar