Flauta de quê?

O poeta Alberto Pimenta nunca existiu? O último número da Flauta de Luz revela-lhe tudo.

Foto
Nuno Ferreira Santos

De luz. Flauta de Luz (não confundir com falta de luz). É o título da volumosa revista que Júlio Henriques insiste em dar ao lume da desatenção contemporânea duas vezes por ano. O número mais recente, o oitavo, já está disponível em boas livrarias. Encontrará leitores igualmente disponíveis? Esperemos que sim, pois nas quatro centenas de páginas deste “boletim de topografia” (subtítulo da publicação) não faltam textos e pretextos para entornar o caldo e acabar outra vez com a “silly season”.

Sugerir correcção
Comentar