Ilhas, Portalegre e Guarda são as regiões onde ADSE tem menos convenções com privados

Os 55 novos acordos assinados no ano passado com prestadores de saúde privados continuam a ser insuficientes para travar a redução das convenções. Há zonas do país onde os beneficiários têm muita dificuldade em aceder ao regime convencionado.

Foto
Maria Manuela Faria é a presidente do conselho directivo da ADSE Rui Gaudêncio

O número de hospitais e clínicas privadas que têm acordo com a ADSE voltou a diminuir em 2020, dificultando o acesso dos beneficiários ao regime convencionado, sobretudo nos Açores na Madeira e nos distritos de Portalegre e Guarda.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários