BCE comprou mais do dobro da dívida emitida por Portugal na pandemia

Banco de Portugal e Banco Central Europeu já são os donos de quase metade das obrigações e dos Bilhetes do Tesouro emitidos pelo Estado português. Uma procura volumosa e constante que tem sido decisiva para manter as taxas de juro da dívida a níveis mínimos históricos.

Foto
EPA/ANTONIO PEDRO SANTOS

A pandemia forçou Portugal a inundar o mercado com novos títulos de dívida pública, mas a resposta vinda de Frankfurt mais do que compensou o aumento de oferta, com um acréscimo da procura ainda mais acentuado que segurou as taxas de juro a níveis historicamente baixos.