Na Antiga Babilónia já se usava a geometria para dividir terrenos

Matemático australiano analisou aquele que diz ser “o exemplo mais antigo de geometria aplicada que se conhece”. Tem cerca de 3700 anos.

A tábua da Antiga Babilónia com inscrições de geometria
Fotogaleria
A tábua da Antiga Babilónia com inscrições de geometria UNSW Sydney
matematica,historia,patrimonio,ciencia,iraque,arqueologia,
Fotogaleria
O matemático Daniel Mansfield com a tábua Si.427 UNSW Sydney

Cabe numa mão e foi feita com argila na Antiga Babilónia há cerca de 3700 anos – sabe-se agora que esta pequena tábua analisada por um matemático australiano tinha inscrições de geometria aplicada. Daniel Mansfield apresenta-a num artigo na última edição da revista científica Foundations of Science e diz em comunicado que deverá ser “o exemplo mais antigo de geometria aplicada que se conhece”. E para que era usada? A grande aposta vai para a divisão de terrenos.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários