EUA arrecada medalha de bronze no torneio de futebol feminino

Norte-americanas derrotaram a selecção da Austrália por 4-3, com dois golos de Megan Rapinoe e de Carli Lloyd.

Foto
Carli Lloyd e Megan Rapinoe marcaram os golos dos EUA e garantiram a primeira medalha de bronze para as norte-americanas no futebol feminino em Jogos Olímpicos EDGAR SU / REUTERS

A selecção dos EUA, campeã mundial em título, arrecadou a medalha de bronze no torneio de futebol feminino dos Jogos Olímpicos de Tóquio, numa vitória por 4-3 diante da Austrália. Esta é a primeira medalha de bronze dos EUA.

Pela primeira vez a disputar uma medalha olímpica, ainda não foi desta que as australianas conseguiram um lugar no pódio em Olimpíadas, no entanto já garantiram a sua melhor classificação de sempre.

Megan Rapinoe, eleita a melhor jogadora do mundo em 2019, abriu o marcador logo aos 8’, num golo de canto directo. A vantagem das norte-americanas durou pouco e oito minutos depois a Austrália empatou a partida por intermédio de Samantha Kerr.

Aos 21’, Rapinoe voltou a brilhar e fez o bis na partida. Antes do intervalo, os EUA ampliaram ainda mais a vantagem, com um golo de Carli Lloyd aos 45+1’.

Logo a abrir a segunda parte, a norte-americanas fizeram o 4-1, com Carli Lloyd a bisar na partida.

A Austrália ainda reduziu por intermédio de Foord e de Gielnik, mas o resultado acabaria por ficar em 4-3 para os EUA.

Com estes sete golos marcados, o encontro entre os EUA e a Austrália bateu o recorde de golos em partidas para a atribuição da medalha de bronze no futebol feminino, desde que a modalidade foi incluída em Jogos Olímpicos, em 1996.

Destaque também para a norte-americana Carli Lloyd, autora de dois golos, que, aos 39 anos, realizou o seu último jogo em Olimpíadas, encerrando assim o seu ciclo olímpico pela selecção.