Cuidadores informais só receberam 8% dos subsídios previstos

Dos 9,9 milhões previstos para o pagamento dos subsídios aos cuidadores informais, o Governo gastou apenas 797 mil euros. Dos 1635 pedidos de subsídio apresentados nos 30 concelhos da fase-piloto, 700 foram recusados. A lei é “complicada e burocrática”, acusa representante dos cuidadores

Foto
Os reformados estão automaticamente excluídos do estatuto do cuidador informal Adriano Miranda (arquivo)

A implementação do Estatuto do Cuidador Informal (ECI) ficou muito aquém dos objectivos. Dos 9,9 milhões de euros orçamentados para pagamento dos subsídios aos cuidadores informais dos 30 concelhos que integraram a fase-piloto da medida, o Governo acabou por pagar apenas 797 mil euros. Dá uma taxa de execução de apenas 8%. Em 2020, a taxa de execução tinha sido ainda mais baixa, de 3,9%.