As notas dos nossos filhos são um assunto privado?

Hoje é preciso traficar informação para conhecer notas alheias, porque perguntar “quanto é que tiveste?” já está nos limites da má educação.

É sempre um pouco deprimente começar um artigo de opinião com a expressão “quando eu era novo”, mas hoje tem de ser: quando eu era novo, conhecia as notas de todos os meus colegas de turma. Não sabia apenas as suas notas de final do ano, nem de final de período, nem dos exames. Sabias as notas de cada disciplina, e as notas de cada teste. No dia de entrega das avaliações, todos os professores anunciavam as classificações da turma em voz alta. Os miúdos que tinham negativa ficavam tristes e eram consolados pelos amigos (tirando os que se estavam nas tintas, claro); os que tinham melhores notas eram aplaudidos pelos colegas e pelos professores. Esse tempo acabou.