Simone Biles, a medalha da coragem

Norte-americana apareceu no último dia da ginástica artística em Tóquio e ainda conseguiu ficar com o bronze, atrás de duas chinesas.

Foto
Smone Biles com o bronze ao peito Reuters/MIKE BLAKE

Uma hora antes da final da trave, o último dia da ginástica artística em Tóquio, o Centro de Ariake já estava tão cheio quanto podia estar nestes Jogos da pandemia sem espectadores. Quem lá estava, incluindo Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Internacional, tinha apenas um nome na cabeça. E quando a mulher que responde pelo nome de Simone Biles ficou à vista de todos, ouviu-se a que terá sido a maior ovação destes Jogos Olímpicos.