Será possível evitar a queda de cabelo após a quimioterapia?

A alopécia é um dos efeitos secundários frequentes de um tratamento de quimioterapia. Há vários projectos que estão a tentar encontrar uma forma de prevenir este dano colateral protegendo esta zona do ataque às células de um tumor.

Foto
Paulo Pimenta

Actualmente, não existe nada que possa garantidamente prevenir a queda de cabelo que afecta muitos doentes com cancro tratados com quimioterapia. Mas há garantidamente um esforço dos cientistas para responder a este penoso efeito secundário da terapia que salva muitas vidas. Além de uma touca que usa o frio para travar este dano colateral até estudos que tentam esclarecer os mecanismos celulares que afectam os folículos capilares, há também um projecto liderado por uma investigadora portuguesa que recebeu quase três milhões de euros para desenvolver uma nova tecnologia. O plano é criar um dispositivo “confortável, portátil e altamente eficaz” que preserve o cabelo de quem se tenta livrar de um cancro.

Sugerir correcção
Comentar