Horários são “boas notícias”, mas APED quer mais pessoas nas lojas

Empresas de distribuição dizem que houve um “sinal de confiança” com normalização dos horários, e “bom senso” no fim das limitações à venda das bebidas alcoólicas, mas ainda aguardam por aumento dos rácios de ocupação dos espaços. Defendem oito pessoas por cada 100 metros quadrados.

Foto
Retalhistas esperam que "os portugueses correspondam" à normalização dos horários no comércio Nuno Ferreira Santos

O fim das restrições dos horários de funcionamento no retalho é uma “boa notícia” e um “sinal de confiança importante”, mas, para a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), ainda há uma dúvida que paira nas medidas que o Governo apresentou esta quinta-feira para a próxima fase da vida em sociedade.