O que ainda há para seguir na jornada olímpica

Portugueses na equitação e na piscina, além de muitas decisões nos desportos colectivos

Foto
Reuters/SIPHIWE SIBEKO

Esta manhã decide-se em Tóquio o concurso individual completo da ginástica artística masculina, a partir das 11h15. E há muito em jogo nos desportos colectivos, com as finais do râguebi e do basquetebol 3x3, além de uma última jornada de muitas decisões no torneio de futebol. Portugal ainda tem na jornada de hoje representantes no ensino equestre e na natação.

Pelas 9h30, Rodrigo Torres está na final individual do Grande Prémio de ensino equestre. Depois de na véspera Portugal ter terminado no oitavo lugar por equipas, o cavaleiro português, em dupla com o cavalo Fogoso, foi repescado para a decisão, ele que tem os Jogos Olímpicos no sangue: o seu bisavô, Domingos de Sousa Coutinho, foi medalha bronze em Berlim, em 1936, também no hipismo mas nos saltos por equipas.

Na natação, depois de Ana Catarina Monteiro ter alinhado esta madrugada nas meias-finais dos 200m mariposa e conseguido o melhor resultado de sempre de uma nadadora portuguesa, Francisco Campos nada as eliminatórias dos 200m costas e meia hora mais tarde, a partir do meio-dia, Gabriel Lopes e Alex Santos disputam a qualificação dos 200m estilos.

A partir das 10h, a final do torneio de râguebi, na variante de Sevens no torneio olímpico, põe frente a frente os dois favoritos. De um lado a Nova Zelândia e do outro as Fiji, campeãs em título. Vai ser uma manhã intensa também no parque urbano de Aomi, o cenário que recebeu o basquetebol 3x3, variante com muito ritmo e atitude em estreia no calendário olímpico. As meias-finais começam às 09h00, com a final feminina às 13h45 e a decisão masculina às 14h25.

No futebol ainda não há nenhuma equipa apurada para os quartos-de-final e tudo se decide nesta última jornada, que começa às 9h com o Alemanha-Costa do Marfim e o Arábia Saudita-Brasil, tem como cabeça de cartaz o Espanha-Argentina (12h00) e fecha, a partir das 12h30, com a França, do veterano goleador Gignac, a defrontar o anfitrião Japão.