Museus: tempo de esperança

Começam, enfim, a conhecer-se alguns valores atribuídos aos 46 museus e monumentos em que se prometeu intervir.

Chegamos a férias, quem as tem, com a esperança de que depois delas haverá uma "libertação total do país", para fazer uso do optimismo irritante do primeiro-ministro. Assim seja em todos os planos da vida social, pensamos. E se em relação à Cultura em geral, um tal estado de espírito dá-se por ser sobretudo irritante, porque de optimismo népias, já em relação ao património cultural e aos museus, tanto no plano nacional como sobretudo no plano internacional, há realmente motivos de expectativa e convém assiná-los.