Alterações ao relatório final do inquérito ao Novo Banco aumentam responsabilidades do Governo PS na venda

As alterações aprovadas indicam que todos sabiam que a almofada de capital iria ser quase toda usada, embora não o tenham comunicado, e atribuem a Mário Centeno, ex-ministro das Finanças, um papel mais relevante no processo de venda.

Foto
Duarte Pacheco, Fernando Anastácio e Fernando Negrão LUSA/ANTÓNIO COTRIM

O PSD e o BE conseguiram aprovar, com o apoio das restantes bancadas e apesar do voto contra do PS, um conjunto de alterações ao relatório da comissão parlamentar de inquérito ao Novo Banco que reforça o papel do Governo de António Costa no processo de venda do banco em 2017 ao Lone Star. Estas votações aconteceram depois de um debate em que o PSD manteve as acusações de “enviesamento socialista” do relatório e o PS acusou o PSD de “partidarite”.