Kurt Westergaard (1935-2021), o cartoonista que pôs uma bomba no turbante de Maomé

Kurt Westergaard foi o autor da mais famosa caricatura de Maomé, que esteve ligada a grandes protestos no mundo muçulmano dos que a consideram uma blasfémia e conduziu ao ataque contra o Charlie Hebdo, em Paris.

Foto
Quando desenhou a figura com o turbante-bomba, Westergaard queria sublinhar a sua visão de que o profeta do islão era muitas vezes invocado para justificar actos de violência gratuita Johannes Eisele/Reuters

Em 2005, Kurt Westergaard foi um dos 12 cartoonistas a quem o jornal dinamarquês Jyllands-Posten pediu que desenhassem o profeta Maomé “tal como o viam”, para uma edição especial. Ele desenhou, e isso não só mudou a sua vida como desencadeou uma imparável cascata de consequências que foram desembocar no atentado ao jornal satírico Charlie Hebdo, em Paris, dez anos mais tarde.