Em 3880 testes no Parlamento, foram detectados 11 casos positivos

Durante a pandemia, o Parlamento nunca parou.

Foto
Parlamento teve 11 casos de covid LUSA/ANTÓNIO COTRIM

Desde que começou a fazer testes de rastreio de detecção de antigénio da covid-19 com periodicidade semanal, a 10 de Dezembro do ano passado, a Assembleia da República identificou 11 casos positivos. Até esta semana foram realizados 3880 testes, de acordo com informação disponibilizada ao PÚBLICO pelo gabinete do secretário-geral através da divisão de comunicação. 

Todas as pessoas que frequentam o edifício são chamadas pontualmente, de forma aleatória, para realizar testes: deputados, funcionários da AR e dos grupos parlamentares, assessores dos partidos, jornalistas, pessoal auxiliar e elementos da segurança, da PSP e da GNR.

Estes 11 resultados positivos detectados em testes semanais deram origem a 45 isolamentos profilácticos entre deputados e funcionários.

Na quarta-feira, ainda estavam em isolamento profiláctico 24 deputados — foram anunciados no final do debate do estado da nação como estando a acompanhar a sessão à distância, como tem acontecido no final de todos os plenários por terem contactado de forma mais próxima com o deputado do PSD que no dia em que testou positivo (na semana passada) tinha estado numa reunião da Comissão de Agricultura e Mar.

Só é considerada a presença dos deputados nos plenários se estiverem a assistir à reunião na sala das sessões, nos gabinetes da AR (porque o plenário continua com número limitado) ou, a partir do exterior, apenas em situação de isolamento profiláctico ou se forem deputados dos círculos do estrangeiro e das regiões autónomas que não tenham voo para Lisboa.