Galp reformula gestão com saída de três administradores executivos

Petrolífera presidida por Andy Brown está no mercado para recrutar novo administrador para a área das renováveis e novos negócios. Suzana-Quintana Plaza, Sofia Tenreiro e Carlos Silva renunciam aos cargos executivos.

Foto
A presidente da administração da Galp, Paula Amorim Nuno Ferreira Santos

Seis meses depois da entrada do novo presidente executivo, Andy Brown, a Galp continua a arrumar a casa. A petrolífera controlada pela família Amorim anunciou esta sexta-feira que a equipa de gestão executiva foi reformulada, com a saída de três administradores, que renunciaram aos cargos.

De uma assentada, saíram: a administradora responsável pelos investimentos em renováveis, a espanhola Suzana Quintana-Plaza; a responsável pela actividade comercial da Galp, Sofia Tenreiro; e o administrador com o pelouro da área de refinação, que recentemente deu a cara pelo encerramento da refinaria de Matosinhos, Carlos Silva.

No comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa revelou que Teresa Abecasis, “que até agora liderava a Direcção de Pessoas da Galp” foi cooptada como membro do conselho de administração (presidido por Paula Amorim) e da comissão executiva (devendo ser confirmada na próxima assembleia-geral de accionistas) para o lugar de Sofia Tenreiro.

Assim, além de Teresa Abecasis, ao lado de Andy Brown permanecem outros gestores que já estavam na equipa do seu antecessor, Carlos Gomes da Silva: o administrador financeiro Filipe Silva, o responsável pela exploração e produção de petróleo Thore E. Kristiansen, que passa também a ficar responsável pelo negócio industrial, e o ex-secretário de Estado do Tesouro e Finanças, Carlos Costa Pina, com a responsabilidade do centro corporativo.

O objectivo desta dança de cadeiras é, segundo a Galp, “reforçar o potencial de cada uma das suas actividades, através de um modelo de gestão mais ágil e eficiente”. A empresa revela ainda que “tem em curso um processo de recrutamento” para o novo responsável da unidade Renewables & New Businesses (que estava a cargo de Quintana-Plaza), que será gerida interinamente pelo presidente executivo.

Andy Brown agradece o empenho dos ex-administradores: “Gostaria de agradecer a todos os membros que renunciaram as suas funções pela sua contribuição, profissionalismo e compromisso com a empresa”, afirma, citado no comunicado.

“A Sofia [Tenreiro] é uma líder dedicada e profissional que contribuiu fortemente para a transformação do negócio comercial da Galp. A Susana [Quintana-Plaza] foi muito eficaz na criação de um negócio significativo de energias renováveis, bem como na identificação de novas oportunidades de negócio e start-ups. O Carlos [Silva] desempenhou um papel central na liderança das actividades de midstream, engenharia, gestão de energia e compras da Galp e vai continuar na empresa para apoiar a Galp no futuro”, lê-se no comunicado.

A Galp refere ainda que a renúncia de Susana Quintana-Plaza “tem efeitos imediatos, na sequência da cooptação de Teresa Abecasis”. As restantes serão oficiais a 31 de Agosto.

“As alterações na estrutura organizacional não terão impacto nos segmentos incluídos no reporte financeiro da Galp em 2021, que seguirá a estrutura anunciada na apresentação do Capital Markets Day de 2021”, realizado no início do mês passado.