A taxa está baixa, mas já há quem sinta a sua inflação a subir

Num cenário em que pandemia alterou algumas das lógicas da oferta e da procura, registam-se descidas acentuadas de preços em alguns bens e subidas bruscas noutros, tornando mais difícil a adaptação da taxa de inflação à realidade de cada um.

Foto
Nuno Ferreira Santos

Com a inflação a subir em diversos pontos do globo, acima de 5% nos Estados Unidos da América (EUA) e perto dos 2% na zona euro, os 0,5% que ainda se registam em Portugal parecem mostrar uma economia ainda imune à subida de preços trazida pela fase recente da pandemia. Mas o valor ainda baixo neste indicador esconde subidas de preços significativas em alguns sectores que estão já a ser sentidas, tanto pelas empresas, como por parte da população.