Pfizer e BioNtech fazem acordo para produzir parcialmente vacinas em África

Empresa sul-africana receberá a substância da vacina da Europa e terminará o processo, fazendo o engarrafamento e a distribuição, a partir de 2022, para os países da União Africana.

Foto
Estas serão as primeiras vacinas de ARN-mensageiro produzidas em África Daniel Rocha

Está a avançar o plano para produzir vacinas de ARN-mensageiro em África: a Pfizer e a BioNtech anunciaram uma colaboração com a empresa sul-africana Biovac, que tinha sido identificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o primeiro centro de transferência desta tecnologia em África. Mas a as primeiras doses só devem começar a ser distribuídas em 2022.