Como cozinhar um relatório à moda de Eduardo Cabrita

Eduardo Cabrita pode ser mau ministro, mas a cozinhar relatórios – há que dizê-lo – é um verdadeiro mestre da culinária.

Há relatórios que se forem consumidos crus têm um sabor desagradável, e podem causar danos à saúde pública. Para evitar tais riscos, é essencial cozinhá-los segundo as melhores práticas de chefs experientes, como é o caso do ministro Cabrita, que sexta-feira nos deu uma magnífica lição de como remover os aromas desagradáveis de um relatório, apartar os seus sucos mais avinagrados e retirar tudo aquilo que tenha potencial para vir a cheirar a esturro, até ficar um objecto tão incolor, insípido e inodoro que possa ser consumido pelos cidadãos com a naturalidade de um copo de água. Eis a receita.