A tentacular teia do bloqueio dos Estados Unidos a Cuba

Há 60 anos que os Estados Unidos cortaram as pernas a Cuba. Ainda assim, há quem exija ao país que, estrangulado económica e financeiramente, se levante e caminhe.

Ao contrário do que Daniel Oliveira afirmou esta semana, o bloqueio dos EUA a Cuba não é um “fantasma”: é uma realidade palpável na escassez material e afecta todos os sectores da economia cubana, mesmo os “prósperos” como o turismo ou a biotecnologia, bem como terceiros que queiram transaccionar com a ilha.

Sugerir correcção
Ler 29 comentários