Aqui há Dragões a planear uma cidade inclusiva desenhada por todos

O projecto criado em Espanha juntou na Porto Design Biennale a Associação Somos Nós e a Associação dos Amigos das Deficiências Intelectuais e Desenvolvimentais para questionarem e redesenharem uma cidade à sua medida.

inclusao,cultura,deficiencia,design,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
Um grupo de 11 pessoas da Associação Somos Nós e da Associação dos Amigos das Deficiências Intelectuais e Desenvolvimentais (AADID) teve a oportunidade de pensar e desenhar uma cidade feita à sua imagem
inclusao,cultura,deficiencia,design,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
O convite para este desafio foi lançado pelo colectivo de arquitectura Warehouse, de Portugal, e pela Zuloark, de Espanha, no âmbito da Porto Design Biennale 2021
inclusao,cultura,deficiencia,design,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
Pedro Portugal, de 23 anos, é um dos que tomam a dianteira para ver crescer no espaço público zonas que aos seus olhos se tornem mais apelativas
inclusao,cultura,deficiencia,design,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
Há 11 bancos prestes a nascer, um por cada um dos participantes. Mas todas as peças de mobiliário serão diferentes. A partir de uma base igual, os bancos serão personalizados com elementos com os quais os aspirantes a designers e carpinteiros se identificam.
inclusao,cultura,deficiencia,design,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
inclusao,cultura,deficiencia,design,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
inclusao,cultura,deficiencia,design,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
inclusao,cultura,deficiencia,design,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria

Um grupo de 11 pessoas da Associação Somos Nós e da Associação dos Amigos das Deficiências Intelectuais e Desenvolvimentais (AADID) teve a oportunidade de pensar e desenhar uma cidade feita à sua imagem. Todos eles partilham algo em comum — normalmente não são ouvidos nesta matéria. O convite para este desafio foi lançado pelo colectivo de arquitectura Warehouse, de Portugal, e pela Zuloark, de Espanha, no âmbito da Porto Design Biennale 2021 (PDB21). Nasceu desta parceria o projecto Aqui há Dragões, que através de uma metodologia inclusiva desafiou os seus intervenientes a pôr as mãos à obra com o objectivo de ver nascer peças de mobiliário urbano feitas por e a pensar nesta fatia da população, habitualmente fora das esferas de decisão quando o que está em causa é decidir como deve uma cidade ser desenhada.