Advogado de presidente do Benfica debaixo de fogo. Há quem diga que falou demais

Ordem entende que Magalhães e Silva pode ter extravasado autorização que lhe deu para defender publicamente Luís Filipe Vieira. Juízes e procuradores recordam que advogado integra Conselho Superior do Ministério Público, estando sujeito a dever de reserva.

Foto
LUSA/MANNUEL DE ALMEIDA

A entrevista dada à TVI na passada segunda-feira pelo advogado do presidente do Benfica, Magalhães e Silva, a propósito do papel desempenhado por Luís Filipe Vieira na chamada operação Cartão Vermelho, está a causar algum mal-estar na Ordem dos Advogados.