Inês de Medeiros: “A Câmara de Almada estava numa posição de patinho feio”

Autarca socialista anuncia recandidatura. Diz que este mandato foi “absolutamente excepcional” e que os almadenses reconhecem o trabalho feito.

area-metropolitana-lisboa,ines-medeiros,camara-almada,almada,tejo,politica,
Fotogaleria
Inês de Medeiros é autarca de Almada desde 2017 Miguel Manso
area-metropolitana-lisboa,ines-medeiros,camara-almada,almada,tejo,politica,
Fotogaleria
Socialista assume recandidatura Miguel Manso
area-metropolitana-lisboa,ines-medeiros,camara-almada,almada,tejo,politica,
Fotogaleria
Em Almada, o PS governa com o apoio do PSD Miguel Manso

Aos 53 anos, a actriz e ex-deputada candidata-se a um segundo mandato na autarquia que conquistou aos comunistas, em 2017, por apenas 413 votos. Evita falar directamente sobre a CDU, mas deixa muitos recados. Sobre o que encontrou na câmara e não só. Diz que Maria das Dores Meira (CDU) ainda só apresentou uma proposta para Almada, e logo numa matéria que não é competência municipal, e avisa que os municípios não podem ser tubos de ensaio para “sociedades teoricamente ideais que, na prática, não funcionam”. Assume a transferência de competências e afirma que a ETC tem de sair de Porto Brandão.